História

As origens do município remontam à segunda metade do século XVII. Segundo uma lenda, um grupo de frade em fuga abrigou-se por entre umas pedras em forma de gruta onde permaneceu por alguns dias.

Numa manhã, ao ouvir o canto de um galo, um deles falou: Canta galo!

Percebendo a aproximação de pessoas, um outro replicou: Cala a Boca!

Após um certo tempo, o chefe do grupo sentenciou: Esse lugar ficará batizado de Frades; o primeiro lugarejo que nós passarmos será o Cantagalo e o segundo chamar-se-á de Calaboca.

Calaboca era um lugar primitivo, de casebres de palha, com fresca água natural das fontes e uma humilde população que vivia da agricultura.

Em 1879 o pequeno povoado despertou de um longo marasmo com a chegada do “bicho da caldeira fervente”, o trem de ferro.

Com a inauguração da estação ferroviária comerciantes estabeleceram-se nas cercanias de Calaboca, promovendo o desenvolvimento do povoado e o crescimento da população.

O distrito de Calaboca foi criado em 1883 e renomeado de Acarape em 1926. Acarape emancipou-se de Redenção em 1987.

As Sedes dos municípios de Acarape e Redenção podem ser consideradas o prolongamento uma da outra, devido à distância de apenas três quilômetros que separa as duas cidades.

Acarape possui construções antigas, com suas fachadas preservadas e propriedades agrícolas com extensos canaviais.

A cana de açúcar é o principal produto agrícola de Acarape.

O Município ficou conhecido pela qualidade na fabricação de aguardentes, algumas com nomes curiosos como Brunswinck, Cavalo Preto e Bagageira.

As grandes festas de Acarape acontecem no mês de junho: o Festival de Quadrilhas e a festa de São João Batista. Semana do Município é comemorada em Abril.

O município conta com dois grandes açudes: o açude Hipólito, conhecido como o açude do Mamoeiro, e o açude Antônio Vieira, no sítio Boqueirão Garapa.

Foi elevada categoria de Vila a 28 de dezenþro de 1888 pela lei 1.255. nascida das verdadeiras aspirações de seus filhos e graças ao trabalho abnegado das lideranças políticas passou a cidade pela lei 11.308 de 15 de abril de 1987.

No pleito eleitoral de 15 de novembro de 1988 foram escolhidos: Prefeito, Vice-Prefeito, Vereadores, atrevés do voto direto e maioria absoluta formando o executivo e legislativo municipal.

No dia 1º de janeiro de 1989 instala-se o Paço Municipal e Câmara de Vereadores. A promulgaçäo da 1ª Constituição Municipal ocorreu em 05 de abril de 1990 após longo período de reunioãs com participação efetiva e propostas de todos segmentos da sociedade.